por -

Eu não sei qual é a sua vida dos sonhos. 

Se é morar perto da praia, ter mais tempo para passar com a sua sua família, ter o seu próprio negócio, fazer o seu próprio horário de trabalho.

Mas o que eu vou te mostrar nas próximas linhas me permitiu:

  • Viver para cumprir a minha missão e acordar mais empolgado do que nunca para trabalhar;
  • Ter liberdade e tempo, como eu nunca tive antes, para passar com a minha família e participar do crescimento dos meus filhos;
  • Começar um negócio com um investimento inicial tão baixo que faz qualquer outro negócio parecer a coisa mais cara do universo.

E tão importante quanto todas essas coisas, eu passei a ganhar em uma semana o equivalente a um ano de vendas.

Eu sei, parece muito bom para ser verdade. 

Eu mesmo não acreditaria se eu não tivesse visto isso acontecer com a minha vida e ter ajudado tantas outras pessoas a obter esse mesmo resultado.

E eu não estou falando de uma fórmula mágica que vai fazer cair dinheiro na sua conta e nem de nada ilegal.

O que eu vou te contar nas próximas linhas serve para quem já tem um negócio e quer aumentar o faturamento. 

Para quem ainda não tem um negócio mais sonha em ter. Independentemente de qual seja o nicho ou o produto ou serviço que você vende.

O que eu vou te mostrar é os primeiros passos que você precisa dar para faturar 6 em 7: o equivalente a um ano inteiro de vendas em uma semana.

Eu sei que neste exato momento você provavelmente está pensando o que esse cara está falando não pode ser verdade.

Mas se você continuar lendo, você vai ver testemunhos de pessoas que conseguiram faturar o equivalente a um ano inteiro de vendas em uma semana, como isso é possível e como isso funciona.

Mas antes, eu preciso te contar como foi que eu descobri esse método e como ele mudou a minha vida.

Meu nome é Erico Rocha e eu nasci em Brasília em 1977. Meus pais se mudaram de Minas Gerais para a capital um ano antes do meu nascimento à procura de uma vida melhor.

Meu pai veio de uma família humilde e, para dificultar um pouco, meu avô morreu cedo, deixando minha avó com nove filhos pequenos. Por isso, meu pai começou a trabalhar bem cedo, vendendo alface no tabuleiro de madeira, de porta em porta, para ajudar minha avó com as finanças da casa.

Já minha mãe veio de uma família economicamente melhor, até que minha avó faleceu aos 45 anos, de câncer. Depois disso, meu avô decidiu vender tudo o que tinha para entrar no ramo de empréstimo de dinheiro. Ele acabou perdendo tudo e, no final da vida, não era dono nem da casa onde morava, e tinha que acordar todo dia, bem cedo, para assar biscoito e pão de queijo para vender às padarias locais.

Logo, a vida não foi fácil para nenhum dos meus pais e, por isso, a missão de vida deles era investir o que fosse preciso (dinheiro e energia) para que meus irmãos e eu tivéssemos a melhor educação e o melhor emprego possível, além de uma vida estável, sem ter que passar pelas mesmas dificuldades que eles passaram.

Eu consegui honrar todo esse esforço. Estudei o máximo que pude, passei em uma excelente universidade pública e arrumei o melhor emprego que eu consegui.

Em 2009, estava no meu nono ano trabalhando no mercado de bancos de investimento em Londres, com um super contrato em um dos maiores bancos de investimento do mundo.

Só tinha um problema…

Apesar de todo esse “sucesso”, eu era extremamente infeliz. Aquela carreira era tudo o que os meus pais sonharam e lutaram para eu ter e, no entanto, aquilo não era o meu sonho.

Meu sonho era empreender e fazer a diferença. 

Mas abandonar uma carreira e um salário como o que eu tinha era simplesmente desesperador para mim.

Em um momento de loucura, naquele mesmo ano de 2009, pedi demissão para criar um negócio que eu nem sabia qual era. 

Depois de tomar a decisão e comunicá-la ao meu chefe, tive dor de barriga por três dias seguidos e perdi nove quilos.

Acredito que essa tenha sido a decisão mais difícil que eu já tomei mas, passados esses dias mais críticos, era a hora de colocar a mão na massa.

Depois de mais ou menos dois meses de muito trabalho, meu irmão, Hugo Rocha, e eu lançamos um negócio para ensinar investidores a comprar imóveis abaixo do valor de mercado em leilões.

Mas, seis meses depois de colocar o site desse negócio no ar, ele não faturava nem o suficiente para pagar as despesas de marketing.

Foi então que eu pensei: “Eu criei um negócio digital, mas não estudei quase nada de marketing, e tem muita informação na internet sobre isso”. 

Assim, comecei a consumir todo conteúdo de marketing que passava pela minha frente.

Contudo, a quantidade de informação era tão grande e tão completamente desorganizada que, no final das contas, não estava me ajudando em quase nada.

Então, para dar um basta nisso, decidi investir alto em minha educação de empreendedor digital e fui atrás de um conteúdo que estivesse organizado em um só lugar e que eu pudesse colocar em prática rápido.

Afinal, naquela altura do campeonato, eu precisava fazer o meu negócio dar resultado, ou seja, eu precisava vender.

Se meu negócio não começasse a gerar resultado rápido, eu teria que voltar à minha antiga carreira. 

Mas havia um problema: do jeito que pedi demissão, eu cometi suicídio corporativo. Logo, voltar não era mais uma opção para mim.

Acabei encontrando um curso com o conteúdo que eu precisava, da forma que eu precisava. O investimento não foi nada barato (minha esposa achou que eu estava louco) e eu tive que viajar para os Estados Unidos para fazer o curso, mas ele me deu um direcionamento simples e prático, e isso acabou sendo o momento da virada.

Meu irmão e eu arregaçamos as mangas, reestruturamos nosso marketing e, no dia 23 de março daquele ano, relançamos o nosso site. 

Num período de sete dias, faturamos mais de R$ 100 mil reais utilizando nada mais do que a internet para isso.

E o melhor de tudo: eu tinha nas minhas mãos agora um método, uma fórmula que poderíamos repetir quantas vezes conseguíssemos naquele mesmo negócio ou, ainda, utilizar para criar outros negócios (assim como fizemos).

Nesse momento, eu parei e pensei: “Meu Deus, se com um curso só eu já tive tanto resultado, imagina o que mais existe nesse mundo que também pode dar resultado”. 

E, então, eu investi boa parte desse faturamento em cursos de Marketing Digital fora do Brasil.

Eu aprendi muita coisa legal, mas nada foi tão eficiente quanto o que tinha aprendido já no primeiro curso.

Então eu decidi mergulhar fundo nesse método junto com o Hugo. Foi assim que faturamos nosso primeiro milhão.

E, depois, múltiplos milhões.

Nessa fase, a empresa já estava faturando bem e possuía uma alta margem de lucro (eu tinha apenas três funcionários). Eu já havia voltado ao Brasil e realizado meu sonho de morar beira-mar.

Foi aí que percebi: eu tinha a oportunidade de lançar outras empresas. Então, um grupo australiano de trading me convidou para lançar no Brasil um produto deles, que ensinava a investir na bolsa.

E eu já tinha uma grande audiência de investidores e sabia lançar e vender produtos na internet. Produtos de investimento dão muito, mas muito dinheiro mesmo. Não seria uma missão difícil. 

Mas eu não tinha paixão nenhuma por aquilo. Eu não queria entrar, de novo, em um negócio de mercado financeiro.

Nessa época, eu ficava me perguntando o que eu realmente gostava de fazer. Foi quando minha esposa, Juliana, me disse para ensinar Marketing Digital e Empreendedorismo, porque eu só falava disso, para quem quisesse escutar. 

Segundo ela, parecia que eu queria transformar todo mundo em empreendedor.

E era verdade.

De fato, empreendedorismo ou, especificamente, empreendedorismo digital, é uma paixão para mim.

Mas, para eu ensinar o que sabia, teria que mostrar o segredo de tudo que eu tinha implementado no meu negócio. E deu certo.

Dois anos depois de fazer minha empresa quintuplicar o seu faturamento anual, resolvi ensinar outras pessoas, em eventos ao vivo, o que tinha dado certo para mim.

O meu primeiro evento tinha 103 pessoas. Só que, à medida que essas pessoas iam para casa, aplicavam o método e tinham resultado, a fama da eficiência dessas técnicas foi se alastrando.

Alunos da Fórmula de Lançamento que alcançaram 6 em 7 em 2014
Alunos da Fórmula de Lançamento que alcançaram 6 em 7 em 2015
Alunos da Fórmula de Lançamento que alcançaram 6 em 7 em 2016
Alunos da Formula de Lançamento que alcançaram 6 em 7 em 2017

O último evento ao vivo que fiz contou com mais de 5 mil pessoas.

Alunos da Fórmula de Lançamento que alcançaram 6 em 7 em 2018

E, agora, como meu objetivo é levar essa mensagem para o maior número de pessoas possível, compartilho com você, nas próximas linhas, o que é essa metodologia e a base para alcançar o 6 em 7.

Mas, antes, se você quiser saber mais detalhes sobre a história que eu acabei de te contar sobre como eu descobri esse método, você pode conferir o primeiro episódio do Podcast 6 em 7.

O que é a fórmula de lançamento?

O fato é o seguinte a maioria das pessoas acha que marketing é intuitivo. E isso é um problema, porque a pessoa vai lá e faz o marketing de esperança.

Ele funciona da seguinte forma…

Você faz o seu produto, bota no mercado, pega um terço e reza. Reza para alguém curtir e querer comprar aquilo.

E depois você faz marketing de esperança multinível. Que é esperar que o cara que curtiu o seu produto indique para outra pessoa.

Na maioria das vezes isso não vai funcionar. Um produto bom não necessariamente é o suficiente para você ter um negócio de sucesso.

O marketing de esperança é a fórmula do fracasso de muitos empreendedores.

Mas você não precisa passar por isso. Existe um jeito, uma fórmula na qual você tem o controle de todos os aspectos para que você possa alcançar o sucesso no seu negócio de forma mais rápida e segura.

É a fórmula de lançamento.

Ela não é uma fórmula mágica. É uma metodologia de marketing, um passo a passo, uma receita utilizada por pessoas comuns para gerar resultados acima da média.

O que eu quero te dizer com isso é que a fórmula de lançamento te mostra exatamente o que você precisa fazer, com riqueza de detalhes, para usar a internet para lançar produtos, alavancar as suas vendas criar um negócio digital do zero…

E, o principal, alcançar o seu primeiro 6 em 7.

Mas, afinal, o que é o 6 em 7?

Na Europa e nos Estados Unidos você fala o quanto a pessoa ganha por ano, não por mês.

Até quando você vai negociar o salário com a empresa, você fala o quanto quer por ano. E aí não tem décimo terceiro, fundo de garantia…

O que é diferente daqui do Brasil, que o jeito que a gente fala de salário é por mês.

Lá no exterior quando você passa a ganhar seis dígitos, um salário de mais de 100 mil dólares ou euros por ano, você é uma outra categoria de pessoa.

Você passa a ser um six-figure, uma pessoa muito acima da média.

O 6 em 7 é ganhar o que um six-figure ganha em um ano em uma semana.

É ganhar acima de 100 mil, o que é bem mais do que o salário de um ano inteiro para muitas pessoas, em 7 dias consecutivos de venda.

Isso é o tipo de coisa que parece boa demais para ser verdade. 

E se eu não tivesse feito isso eu mesmo, visto isso acontecer na minha conta bancária, e se eu não tivesse ajudado centenas de empreendedores, pessoas comuns a conseguir esse resultado, eu também pensaria assim. 

Mas dá uma olhada nessa foto. Todas as pessoas que estão em cima desse palco fizeram o 6 em 7 no último ano.

Alunos da Fórmula de Lançamento que fizeram 6 em 7 em 2018

É claro que não é todo mundo que faz a fórmula de lançamento que alcança um 6 em 7. É um resultado típico? Não. Mas é possível? Sim.

Isso acontece porque para chegar no 6 em 7 tem todo um caminho a ser percorrido. Quando a pessoa entra na fórmula de lançamento, compra o curso e começa a fazer, ela é um faixa branca.

É que nem nas artes marciais, é alguém que está começando. Aí ela vai subindo de faixa.

Quando faz o primeiro 6 em 7, ela passa a ser um faixa marrom e depois quando atinge um faturamento anual de R$ 2 milhões com lançamentos, ela é um faixa preta, alguém que masterizou a parada.

Mas para chegar até lá tem muito esforço e trabalho envolvido.

É que nem emagrecer. É uma parada simples, todo mundo sabe o que precisa fazer: se alimentar direito e fazer atividade física.

Mas nem todo mundo emagrece. Por que? Porque dá trabalho, tem que fazer o esforço, não vai cair no seu colo.

Tem gente que acha que existe uma fórmula mágica para fazer 6 em 7, mas isso não é verdade, até chegar lá vai dar trabalho.

É que nem um foguete.

O foguete vai para o espaço em algumas horas, dias dependendo da distância. Mas para projetar aquele foguete leva tempo, precisa de passar por um planejamento, um tempo de construção.

A mesma coisa é fazer um 6 em 7, o ganho vai acontecer em 7 dias, mas antes existe uma grande preparação para isso.

Por isso que todos os anos, no evento ao vivo para os alunos da fórmula, eu faço questão de dar um troféu para reconhecer a galera que fez 6 em 7, 7 em 7 (1 milhão em 7 dias), 8 em 7 (10 milhões em 8 dias).

É uma forma de estimular quem está começando e reconhecer o trabalho de quem deu duro para alcançar o resultado.

E só para você ficar ligado, se você acha que isso só acontece com quem está em mercados específicos, que vende determinados tipos de produtos, deixa eu te dizer uma coisa…

O 6 em 7 é possível em qualquer nicho.

Dos meus primeiros alunos que fizeram o 6 em 7, um vendia curso de fitoenergia, que é usar a energia das plantas para fazer sua vida melhor, o outro foi no nicho de acupuntura sem agulhas e a outra foi uma professora com aprendizagem acelerada. 

Olha só as entrevistas que eles me deram me contando sobre os negócios deles e os resultados que eles alcançaram com a fórmula:


Bruno Gimenes conta por que um faturamento de mais de 100 mil reais em 4 dias não foi o maior benefício que a Fórmula de Lançamento trouxe para ele…

André Lima conta como conseguiu alavancar seu impacto e alcançar o 6 em 7 com a Fórmula de Lançamento.

Ana Lopes fala de como foi da depressão para o sucesso como empreendedora ao faturar mais de 100 mil reais em 6 dias com orquestrando um lançamento usando a Fórmula de Lançamentos…

Eu já vi gente fazendo 6 em 7 vendendo tapete.


O empresário Flávio Nep conta como saiu de uma dívida de 500 mil reais e levou a empresa criadora dos Tapetes Medusa ao sucesso, mesmo em tempo de crise.

E você pode ver centenas de outros depoimentos como esses nesta página.

O fato é que eu nunca imaginei que a fórmula iria ficar grande assim, que ia alcançar esse tanto de pessoas, eu sempre fiz o melhor que eu podia a cada ano.

E eu não sei o quão grande a fórmula ainda vai ficar. Mas o meu objetivo pessoal é ter mil pessoas no palco. 

É reconhecer mil empreendedores que alcançaram o 6 em 7 em um mesmo ano em um só evento.

É dar a oportunidade para pessoas como você de ter um faturamento em 7 dias equivalente ao de um ano inteiro.

E as chances são que depois de ver tudo isso você deve estar se perguntando…

O que a fórmula de lançamento tem de tão especial para gerar resultados extraordinários?

Eu não sei se você já passou por uma faculdade de marketing. 

Eu não passei, mas o que eu sei é que para você ter resultados extraordinários com o que se aprende na faculdade, você depende muito de criar uma mensagem viral.

E o que vai viralizar é algo que está fora do seu controle. Não depende de você.

É quase que uma questão de sorte, dos astros estarem alinhados do jeito certo para a sua mensagem viralizar.

Eu mesmo, acho que de todos os vídeos que eu já fiz até hoje só um espalhou viralmente. E ainda bem que o meu negócio não depende disso para alcançar resultados extraordinários.

O projeto de marketing da fórmula de lançamento é um projeto diferente.

Nele você tem controle total. Você cria uma audiência que você tem controle, você controla a forma como você vai vender.

E, o principal, você consegue repetir porque é um método. Não é uma parada que você tem que contar com a sorte para dar certo.

Não é igual um hit de carnaval que depende de cair na graça do público para ser um sucesso.

Você pode pegar o hit do carnaval do ano passado e tentar repetir no ano seguinte que provavelmente não vai dar certo. 

Porque não é um método que você pode aplicar várias vezes para alcançar um mesmo resultado.

Além disso, a fórmula é especial porque ela vai trabalhar a sua estratégia de marketing de uma forma que não é comum, é até mesmo contraintuitiva.

A metodologia rompe com o que você está acostumado a ver no marketing tradicional para alcançar resultados que você não está acostumado a ver.

A fórmula trabalha em cima dos elementos que fazem as pessoas tomarem a decisão de comprar um determinado produto.

E isso é uma parada biológica e neurológica. É algo que não vai mudar com o tempo. E depois que você ver e entender isso não tem mais como desver. 

O terceiro ponto pelo qual a fórmula é especial é porque as outras estratégias de marketing que eu conheço, que são boas também, são estratégias progressivas, você vai crescendo aos poucos.

É que nem construir um carro. Num dia você constrói o carro, no outro aperfeiçoa e ele fica mais rápido e depois mais rápido.

É isso o que acontece com as fabricantes de automóveis nas competições de corrida.

Elas começam o ano com um carro, um motor, e prova a prova vão aperfeiçoando para alcançar resultados melhores.

A fórmula é diferente. Você vai aprender a arte de acumular energia e liberá-la no momento certo para que as vendas aconteçam e você obtenha resultados acima da média, é como construir um foguete.

O foguete fica parado por um tempo enquanto você fica projetando, construindo. Mas, quando ele fica pronto e você solta, é uma bomba. Ele tem mais energia do que um carro ou um avião.

A fórmula é um projeto de foguete. E você não usa um foguete para ir de Brasília a Belo Horizonte ou São Paulo. Você usa um foguete para ir para a lua. 

A fórmula é para quem quer ter resultados extraordinários e quer ir além. 

E para tudo isso acontecer, você vai precisar aprender as bases, os fundamentos dessa metodologia.

Qual é a base do 6 em 7?

Para você conquistar um ano de vendas em 7 dias, você precisa de 3 coisas:

1. Uma lista ou audiência

Essa a plataforma da onde você vai lançar o seu foguete. Sem ter essa base é impossível você fazer um lançamento.

Não dá, por exemplo, para lançar o foguete do meio do mar, é complicado, isso vai dar errado.

Onde você cria a plataforma importa, você precisa encontrar o lugar que te dá mais possibilidade para lançar o foguete com menos energia.

Aqui na minha empresa a minha lista de email é disparadamente onde eu alcanço os melhores resultados na hora de vender.

Mas você também pode construir sua audiência em outros canais, nas redes sociais, Facebook, Instagram, YouTube e até mesmo nos serviços de mensagens de texto, WhatsApp, Telegram…

O fato é que não dá para tentar lançar um foguete se você não tem uma plataforma. A mesma coisa é nos negócios.

Não adianta você querer vender na internet se você não construiu ainda a sua audiência ou a sua lista de emails.

2. Aprender a lançar

A segunda base que você precisa é aprender a lançar o seu foguete, aprender como que você vai construí-lo, qual é o combustível que você deve usar.

E essa etapa ela é muito importante. Porque no mundo do empreendedorismo, quanto maior é o cara, maior é o negócio dele, mais o básico ele faz e faz bem.

Não é que nem no mundo do skate que quanto mais piruetas e manobras o cara sabe fazer melhor ele é.

Aprender a lançar da forma certa, a fazer a sua oferta bem feita, a colocar os combustíveis certos no seu negócio é o que faz o 6 em 7 acontecer.

3. Entregar mais do que você prometeu

E a terceira e última coisa é o seu produto. E ele precisa entregar mais do que você prometeu na sua oferta, precisa superar as expectativas dos seus clientes.

Porque é isso que vai te dar a base para o seu próximo lançamento.

São essas pessoas que vão servir de prova de que o seu produto ou serviço cumpre a promessa.

E com isso você consegue atrair mais pessoas e crescer a sua audiência para repetir esse processo de novo.

Agora o fato é o seguinte para você chegar até a faixa marrom, alcançar o primeiro 6 em 7, provavelmente você vai precisar praticar essa base por algum tempo.

É igual luta marcial. As chances são que você não vai se trocar de faixa logo depois que aprender os golpes.

Você vai precisar praticar por um tempo e sabendo disso você provavelmente deve estar se perguntando.

Tá bom, Erico, se eu não vou alcançar o 6 em 7 de primeira, quanto tempo vai demorar?

É isso que eu te conto agora.

Quantos lançamentos são necessários para chegar no 6 em 7?

Se você faz um lançamento interno, que é o que tem mais possibilidade de chegar no 6 em 7, eu acredito que é uma média de 7 lançamentos para chegar lá.

É claro que tem gente que vai alcançar mais rápido e tem gente que vai demorar mais.

Mas o fato é que uma vez que você aprender a fazer o 6 em 7 é que nem andar de bicicleta.

Se você nunca andou de bicicleta, quantas tentativas você precisa para aprender a andar?

Meu filho demorou umas 11 tentativas para aprender. Hoje faz uns 3 meses que ele não anda e ele não desaprendeu.

Talvez esteja um pouco enferrujado, mas ele ainda sabe.

O 6 em 7 é da mesma forma, uma vez que você aprender a fazer não tem como desaprender.

Eu demorei para fazer o meu segundo 6 em 7, porque na época eu fiquei procurando se tinha outra coisa no marketing que era tão boa quanto a fórmula.

Eu fiquei testando e gastei os 100 mil que eu tinha conseguido com o primeiro. Aí eu me toquei que o que eu sabia fazer e dava certo era lançamento.

E depois que eu voltei a fazer, eu fui ficando melhor, aperfeiçoando, até chegar ao meu 7 em 7 (1 milhão em 7 dias) e ao 8 em 7 (10 milhões em 7 dias).

Isso acontece porque o 6 em 7 vale muito mais do que os 100 mil. É o aprendizado, a experiência que você ganha, a lista que você constrói.

Tudo isso serve de combustível para você replicar esse resultado várias vezes, infinitas vezes.

Inclusive, a fórmula de lançamento vai parar de funcionar porque muita gente está aplicando?

Muita gente me questiona se a fórmula vai parar de funcionar porque tem muitas pessoas aprendendo e aplicando.

Para mim é que nem arte marcial. Será que jiu-jitsu vai parar de funcionar porque muita gente já conhece?

Te digo uma coisa, o jiu-jitsu funciona mesmo que as duas pessoas saibam lutar. 

Eu não sei se você já viu alguma luta de MMA (mixed martial arts). Lá as pessoas sabem muito de jiu-jitsu, são profissionais. 

E ainda assim o jiu-jitsu funciona. Se um deles aplica um golpe certeiro as chances são que vai ter êxito.

Na luta é claro que um ganha e o outro perde. Mas no empreendedorismo isso não é necessariamente verdade.

Uma pessoa não precisa sair perdendo para o seu negócio dar certo e você ser bem sucedido.

E assim como no jiu-jitsu, a fórmula funciona até mesmo em pessoas que já conhecem e usa essa metodologia no seu próprio negócio.

Porque ela se baseia em gatilhos mentais. O que é isso?

É o seguinte existe dois de você dentro de você. 

Você experiencialmente já viveu isso. Às vezes você fala “não come isso”, “não come isso”, “não come isso” e vai lá e come. Parece que você está lutando contra si mesmo.

Isso fisicamente acontece porque no seu cérebro tem o sistema límbico, que controla os seus instintos de sobrevivência, faz bater o coração, mantém a sua respiração, desperta a sensação de fome, medo e principalmente é responsável pelas suas emoções.

E tem também o neocórtex que controla tudo o que tem a ver com dados e linguagem.

A maioria das pessoas fazem marketing para o neocórtex do cliente. 

Mostra uma página na internet cheia de dados, benefícios e o preço. Tudo muito bom, mas não desperta nenhuma emoção.

A grande sacada é que o que faz a pessoa tomar a decisão de comprar algo ou não é o sistema límbico. O neocórtex só justifica e confirma essa decisão de compra.

90% das vezes quem decide as paradas na sua vida é o sistema límbico.

Se você não desperta nenhuma emoção nos seus potenciais clientes, dificilmente, você vai conseguir ser eficiente na hora de vender.

Pode até ser que você feche uma venda ou outra fazendo marketing para o neocórtex, mas não o suficiente para você fazer o seu 6 em 7.

A fórmula de lançamento fala diretamente com o sistema límbico através dos gatilhos mentais (expressões, palavras, conteúdos que despertam emoções na cabeça das pessoas e fazem com que elas prestem atenção na sua mensagem e tomem uma ação).

E não é só isso. Ela te mostra a sequência exata de gatilhos mentais que você precisa aplicar para chegar até a venda. 

Os gatilhos mentais não são uma parada que vai parar de funcionar em algum momento. E nem deixa de funcionar porque as pessoas conhecem.

Quer ver um exemplo? Quando é que escassez vai parar de funcionar?

Vamos supor que eu queria comprar uma casa. Quando mais escassa for essa casa, maior será o preço dela. 

Eu encontro o que eu acho que é a casa dos meus sonhos e faço uma oferta.

Vamos supor que, na hora que eu visitei a casa, tinha mais 10 pessoas visitando e as 10 adoraram aquela casa e todas elas entendem o que é escassez.

A casa deixou de ser escassa porque as pessoas sabem o que é escassez? Claro que não!

Ainda tem mais pessoas do que a quantidade de casa disponível, que no caso é só uma. O preço da casa vai aumentar? Vai tender a isso.

A fórmula se baseia em elementos muito fundamentais, como a escassez, que se você usar com integridade vai funcionar.

Da mesma forma que jiu-jitsu sempre vai funcionar.

E o mais louco disso tudo é que por mais que as pessoas achem que tem muita gente que sabe o que é a fórmula, esse é um número ínfimo se comparado com o tamanho da população.

São cerca de 5 a 8 mil alunos por ano. 

Se a gente considerar que a população brasileira é de 200 milhões de pessoas, 8 mil alunos representa 0,004% da população que todo ano conhece a fórmula.

É um percentual inexpressivo.

E mesmo que todo mundo soubesse, se a fórmula for aplicada com integridade, ela vai funcionar.

Por que integridade é tão importante na fórmula de lançamento?

Eu me preocupo tanto com integridade porque a imagem que eu tinha de empreendedor é de alguém que passou a perna em outra pessoa ou que fez as coisas por baixo dos panos.

Empreendedorismo para mim tinha isso.

Quando eu comecei a empreender, eu vi que você não precisava passar a perna nas pessoas para ficar rico e quiçá que pessoas ficassem pobre para você ficar rico.

Na verdade, quanto mais as pessoas que eu ensino ganham dinheiro, mais eu fico rico. Porque elas enriquecem usando a fórmula, viram estudo de caso, as pessoas se inspiram nelas, passam a acreditar mais no meu produto e compram ele.

Eu criei a possibilidade de enriquecer de forma que não fosse uma coisa que trouxesse um mal para o mundo.

Você não precisa de esqueminha, de mentirinha para ficar rico. Você pode conseguir isso fazendo um bem para o mundo, melhorando o seu país.

E dentro da fórmula a integridade é muito importante porque os gatilhos mentais dependem disso para funcionar.

A urgência, você dizer que o seu produto ficará disponível para compra apenas nas próximas x horas, só vai funcionar se as pessoas acreditarem que isso é verdade.

Se você fala uma coisa dessa na sua oferta, mas não cumpre a sua promessa, as pessoas vão parar de acreditar.

Se você não mantém a integridade, infelizmente a fórmula não vai funcionar no seu negócio.

E agora eu vou te mostrar qual é…

O próximo passo que você deve dar para ganhar o equivalente a um ano de vendas em 7 dias

Algumas vezes no ano eu abro uma nova turma para ensinar a fórmula de lançamento.

Esse é um curso totalmente online que você pode fazer de qualquer lugar do mundo e no seu próprio tempo.Para ser avisado quando as inscrições para a próxima turma estiverem abertas e receber mais conteúdos como este para alavancar as suas vendas, clique aqui para se inscrever na minha lista.

Conclusão

Então, o que você aprendeu aqui hoje?

Nas últimas linhas, eu te contei que a fórmula de lançamento é uma metodologia de marketing capaz de gerar resultados extraordinários.

Como o 6 em 7. Um faturamento de mais de R$100 mil em 7 dias de vendas. O que é equivalente ao salário de um ano inteiro de pessoas que ganham acima da média.

Eu também te mostrei que a base para alcançar um 6 em 7 é ter uma lista ou audiência, saber lançar e entregar um produto que supera as expectativas.

E se a sua dúvida era o que a fórmula tem de tão especial para gerar resultados extraordinários e se ela vai parar de funcionar um dia…

Você descobriu que o que está por trás de tudo isso são os gatilhos mentais e por eles trabalharem diretamente com o sistema que cuida da maior parte das decisões que a gente toma é que a fórmula é tão eficiente e dificilmente vai parar de funcionar.

Mas eles só funcionam se forem usados com integridade. Você não vai precisar de esqueminha e mentirinha para alcançar os resultados que eu te falei.

E, aí, o que você achou deste conteúdo? Me conta aqui nos comentários.